Nossa Pequena Notável (1,52 m de altura) foi a primeira mulher a assinar contrato com uma rádio no Brasil e chegou a receber o maior salário pago para uma artista nos Estados Unidos. Ela foi precursora como multimídia em terras brasileiras. Além de cantar, também dançava e atuava. Por isso, chegou a trabalhar no rádio, no cinema, na televisão e no teatro de revista.

Carmen Miranda 
Carmen Miranda bem jovem

 Carmen Miranda esteve à frente do seu tempo. Ela foi um símbolo de brasilidade num período em que a música do Brasil ainda não era conhecida no exterior. Carmen nasceu em Marco de Canavezes, Portugal, no dia 9 de fevereiro de 1909. Veio viver com sua família no Brasil com menos de um ano de idade. Deu seus primeiros passos na Lapa, aqui no Rio de Janeiro.

Carmen Miranda brilhou no rádio
O primeiro grande sucesso de Carmen foi a marchinha “Pra você gostar de mim”, gravada em 1930. O estilo de nossa estrela chamou a atenção dos produtores internacionais, em 1939, aos 30 anos, foi morar nos Estados Unidos. Participou de musical na Broadway e atuou em vários filmes. Miranda gravou canções de Ary Barroso, Joubert de Carvalho, Dorival Caymmi, Braguinha, Assis Valente, Lamartine Babo, Zequinha de Abreu e de outras lendas da composição. 

Carmen Miranda tem estrela na Calçada da Fama
Aos 46 anos, no dia 5 de agosto de 1955, foi encontrada morta em sua casa em Beverly Hills. Ela teve um ataque cardíaco. Carmen amava o Brasil, e no país que não tem boa memória, continua sendo um dos principais símbolos de nossa arte.
Créditos:
Carmen canta Chica Chica Boom Chic, com Don Ameche, em “Uma Noite no Rio” (That Night In Rio), de 1941. Acompanhamento: Bando da Lua.
Gravadora Decca.
<