Não, minha gente, não era a “Beatlemania”, mas, na década de oitenta, a América Latina e parte do Planeta vivia a “Menudomania”. Mas quem eram estes Menudos? Eles usavam roupas coloridas de muito “bom gosto” – hehehe – e foram o maior fenômeno musical, ocupando espaço em todas as mídias brasileiras. Muita gente imitava, comprava as figurinhas, as canecas, camisetas, discos e tudo que viesse com a marca “Menudo”. Eram campeões de execuções no rádio.

Menudo, eles fizeram sucesso no disco, rádio e TV
O primeiro país da América Latina em que ficaram famosos foi a Venezuela, posteriormente, ganharam fama também na Argentina, Colômbia, Chile, Uruguai, Paraguai e Brasil. Seus maiores hits: “Não se reprima”; “Sabes a Chocolate”; “Hoy me voy”; “Sobe em minha moto” e “Doces beijos”. Em carreira solo, o menudo Robby teve êxito com a canção romântica “If You’re Not Here”.

Menudo, discos e muitos shows vendidos
À época, que o Menudo atingiu seu apogeu na América Latina, seus componentes eram os adolescentes Robby Rosa, Charlie Massó, Roy Rosselo, Ray Reyes e Ricky Martin. Até hoje, muita gente não se contem e mexe todo corpo quando escuta na vitrola sucessos como “Não se Reprima”. As meninas, de todas as idades, deliravam com os remelexos dos rapazolas – mais impactantes que os de Rei Julian, de Madagascar. Para a maioria das garotas dessa era, os Menudos eram as derradeiras “rosquinhas açucaradas do pacote”.


Menudo, os rapazes conquistaram legiões de fãs
Menudo – Não Se Reprima 







<